Percentual de famílias goianienses endividadas é menor que a média nacional

  • 14/Mar/2017

Pouco mais de 28% das famílias goianienses estão endividadas. É o que revela a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) de fevereiro, produzida pela Fecomércio-GO e Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O índice é cinco pontos percentuais maior do que o registrado em janeiro deste ano, que foi de 27,4%. O dado mostra que o número de endividados aumentou e passou de 137,3 mil para 143,1 mil. Mas, ainda assim, em percentual, o resultado fica abaixo da média nacional, cujo índice de endividados é de 56,2%.

E o maior percentual de famílias endividadas está entre as que possuem renda acima de 10 salários mínimos: 35,2%. O principal tipo de dívida dos goianienses continua sendo o cartão de crédito, com 69,1%; em segundo lugar está o crédito pessoal, com 25,6%; e em terceiro, os carnês, com 22%.

Para o presidente da Fecomércio-GO, José Evaristo dos Santos, o endividamento tende a cair com a entrada dos recursos do FGTS na economia. Segundo ele, a prioridade do trabalhador que possui recursos para sacar é pagar as dívidas. “Somente após o pagamento das dívidas, com o que sobrar, ele voltará a consumir com itens de primeira necessidade”, explicou.

A situação não é das melhores entre as famílias endividadas. 62,7% delas estão com as dívidas em atraso. Dentre estas, 71,4% está devendo há mais de 90 dias, sendo que 63,7% afirmaram não ter condições de quitar o débito em março.

Acesse o relatório completo da PEIC – fevereiro de 2017

Fonte: Ascom Fecomércio Goiás

COMENTÁRIOS

  • Não há nenhum comentário para está notícia. Seja você o primeiro a comentar!

ADICIONAR UM COMENTÁRIO


Central de atendimento

Possui alguma dúvida? Fale com Fecomércio!

BANNER | arq_banner_aleatorios/banner_aleatorios_1534427477.jpg