Diagnóstico: após crise, empresas em Abadiânia contabilizam prejuízos

  • 11/Jul/2019

O mapeamento e diagnóstico empresarial de Abadiânia realizado pelas entidades do Sistema S detectou, sobre a realidade socioeconômica de Abadiânia, por exemplo, que 68% dos moradores locais vivem na zona urbana e 51,3% são homens.O setor de serviços ocupa maior parcela das atividades econômicas da cidade, com 39,3% do total. Em seguida, com 26,5%, aparece a agropecuária. Em seguida vem o comércio (13,8%), indústria (6,7%) e construção civil (5,8%).
Os levantamentos revelam a importância das micro e pequenas empresas para Abadiânia. Dados de 2016 mostram que dos 288 negócios registrados na cidade, 243 eram microempresas. Já 39 se enquadravam em pequeno porte, duas empresas eram médias e quatro consideradas grandes. Há ainda 567 microempreendedores individuais cadastrados no município. 
A pesquisa quantitativa mostra que os negócios dos empresários entrevistados geram renda para 972 pessoas (eles mesmos, seus familiares e funcionários). O desconhecimento em relação à informática é alto: 60,8% dos pesquisados ou não sabem usar esse tipo de ferramenta ou as domina minimamente. 
Foi aferido o impacto dos acontecimentos no que diz respeito às demissões. Entre outubro de 2018 e março de 2019, foram desligados 31 funcionários de empresas próximas a Casa Dom Inácio. Já em negócios em outros pontos da cidade, foram fechados 45 postos de trabalho no mesmo período. 
O faturamento mensal dessas empresas caiu 38% desde a crise gerada a partir das denúncias voltadas ao médium e líder espiritual João Teixeira de Faria. Em 2017 os negócios pesquisados geraram R$ 2,4 milhões. No ano passado, até novembro, o montante chegou a R$ 2,5 milhões. Com os acontecimentos, esse valor não passou da casa de R$ 1,6 milhão.
Como era de se esperar, as maiores perdas das empresas formalizadas e próximas a Casa Dom Inácio foram as do setor de hospedagem: o faturamento caiu 85% entre dezembro de 2018 e março de 2019. Mas o cenário ruim atingiu toda a cidade. O ramo do vestuário e da confecção também sofreu perdas de 85%. O setor de alimentação encolheu 53%.
No mercado informal, o artesanato reduziu o faturamento em 83%. Lanchonetes, restaurantes e cafés sofreram perdas de 67%. O cenário de crise leva ao endividamento. Os entrevistados na pesquisa acumulam dívidas que chegam a R$ 2,9 milhões. O estudo aponta que 39% das famílias foram afetadas com os acontecimentos. Para as empresas próximas a Casa Dom Inácio esse percentual é maior: 51%.
Os empresários responderam que a principal dificuldade atualmente é a redução no número de turistas. A imagem negativa da cidade perante o público de um modo geral também incomoda os entrevistados. Apesar disso, a maioria diz que vai continuar com a empresa e esperar as coisas melhorarem: 48% ainda se mostra otimista com o próprio negócio.
A pesquisa qualitativa confirma o que foi revelado no levantamento quantitativo. Os entrevistados relataram que Abadiânia já vivia o impacto da crise de 2016 e esse novo cenário só piorou a situação, sobretudo para negócios próximos a Casa Dom Inácio.
Os menos afetados são aqueles que dependem do fluxo da rodovia BR-060 ou que tem como principais clientes cidades da região, como Anápolis. Uma coisa é certa: muitos esperam o efeito em cadeia, pois o desemprego aumentou.
Empresários relatam um impacto também psicológico e informam que algumas medidas foram tomadas, mas ainda sem grande sucesso, como investimento em divulgação. Empresários estão migrando para outras cidades e aumentaram as vendas no “fiado”.
Sobre expectativas para o futuro, empresários relatam que o município não oferece oportunidades para crescimento, falta diálogo entre empresários e prefeitura e qualificação para os gestores públicos. Prestadores de serviço pretendem persistir até o fim do ano, enquanto comerciantes falam em tolerância de três meses.

COMENTÁRIOS

  • Não há nenhum comentário para está notícia. Seja você o primeiro a comentar!

ADICIONAR UM COMENTÁRIO


Central de atendimento

Possui alguma dúvida? Fale com Fecomércio!

BANNER | arq_banner_aleatorios/banner_aleatorios_1534427477.jpg
Google Maps Generator by embedgooglemap.net