Entidades do Sistema S se organizam para reestruturação da economia de Abadiânia

  • 08/Abr/2019

Um trabalho que reúne em parceria diversas entidades do Sistema S visa promover a recuperação da economia de Abadiânia, após o impacto negativo da prisão e das denúncias contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, da Casa de Dom Inácio de Loyola, que era importante referência do turismo religioso que movimentava a cidade. Estão unidos na ação, de múltiplas etapas, o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, o Senai, o Sesi, o Sebrae e o Senar, além da Universidade Salgado de Oliveira (Universo) e Prefeitura de Abadiânia.
Capacitados na última sexta-feira, equipe de pesquisadores formada por 48 alunos voluntários da Faculdade Senac e da Universo iniciaram, nesta segunda-feira (8/04), a aplicação de um diagnóstico empresarial, que será obtido por uma pesquisa junto a empresários de Abadiânia. Ela vai mapear o perfil do empresário da região e outras potencialidades da cidade. O diagnóstico definirá as próximas ações no processo de reestruturação.
O presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac-GO, Marcelo Baiocchi, ressalta a importância da união do Sistema S em prol dos empresários do município.  “É uma ação que envolve as federações do setor produtivo”, observou. “O objetivo desta ação é apoiar os empresários daquele município para que possam enfrentar este momento de mudança de foco. Deixou-se de ter um turismo religioso muito forte, e eles terão que buscar novos caminhos, para manter seus negócios funcionando”, detalhou. “É muito importante fazer a nossa parte para garantirmos a sobrevivência do comércio da cidade, e os empregos por ele gerados”, ainda disse.
O Diretor Regional do Sesc e do Senac em Goiás, Leopoldo Veiga Jardim, disse que as entidades ficaram sensibilizadas pelo esvaziamento da cidade após o escândalo envolvendo João de Deus. “Assim, as entidades se organizaram para buscar o reposicionamento da cidade no mercado, para fazer com que a economia de Abadiânia volte a crescer.  O Sistema S assumiu esta responsabilidade, essa contribuição”, disse.   
Já o Diretor Superintendente do Sebrae Goiás, Leonardo Guerra de Rezende Guedes, assinala que, como entidade responsável pela promoção da competitividade e desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e pelo fomento ao empreendedorismo goiano, o Sebrae solidarizou-se com a problemática dos empreendedores de Abadiânia e está aplicando seus esforços para auxiliar aquela comunidade, dentro de sua competência. “Formamos uma parceria entre entidades ligadas ao Sistema S visando compreender a profundidade dos impactos que os empresários de Abadiânia estão passando e, a partir dos resultados, traçaremos estratégias de atuação conjunta para reerguer a economia daquele município”, afirmou.
Foto: Wesley Oliveira
 

COMENTÁRIOS

  • Não há nenhum comentário para está notícia. Seja você o primeiro a comentar!

ADICIONAR UM COMENTÁRIO


Central de atendimento

Possui alguma dúvida? Fale com Fecomércio!

BANNER | arq_banner_aleatorios/banner_aleatorios_1534427477.jpg